O alinhamento do curso de Gestão Ambiental às demandas emergentes


Projeto
Arquivo pessoal
O mercado de trabalho cada vez mais tem exigido que profissionais como o Tecnólogo em Gestão Ambiental esteja com sua formação alinhada não somente aos conhecimentos e experiências adquiridas para sua formação acadêmica, mas adicionalmente às demandas emergentes. Um exemplo disto é que o Brasil, a partir de 2018, ratificou sua participação na Convenção de Minamata, um tratado internacional que visa banir o elemento químico Mercúrio do nosso convívio para proteção do meio ambiente e da nossa saúde.

Dentro deste contexto, os estudantes do curso Tecnologia em Gestor Ambiental da Faculdade de Tecnologia Oswaldo Cruz promoveram o Projeto Lixo Eletrônico em junho de 2019 junto à comunidade acadêmica e a população no entorno da faculdade como uma ação social, econômica e ambiental dentro dos conceitos de sustentabilidade.

“As ações institucionais para busca da melhoria contínua do curso continuam. Neste ano de 2019, inúmeras atividades complementares foram desenvolvidas fora da sala de aula com empresas nacionais e multinacionais como forma de parceria”, destaca o coordenador do curso de Gestão Ambiental, Prof. Dr. Gílson Quináglia.

Os estudantes do curso de Gestão Ambiental da Faculdade de Tecnologia Oswaldo Cruz neste ano participaram de seminário sobre cromatografia iônica nas dependências da empresa suíça Metrohm, realizaram aula prática de coleta de amostras em parceria com a empresa Clean Environment Brasil na Represa Guarapiranga, aprenderam sobre as inovações analíticas dentro do ‘Programas Acadêmicos’ da Empresa Agilent e finalizamos com a empresa Mettler Toledo promovendo palestra sobre uso de eletrodos.

“Conhecemos o que há de moderno em novos produtos e suas aplicações. Para 2020, novas práticas exitosas serão implementadas em conformidade com o mercado de trabalho”, analisa o Prof. Gílson Quináglia.

Mais um diferencial é que o Tecnólogo formado em Gestão Ambiental da Faculdade de Tecnologia Oswaldo Cruz poderá requerer seu registro junto ao Conselho Regional de Química (CRQ), pois em 2017 foram concedidas 14 atribuições ao Tecnólogo em Gestão Ambiental da Faculdade de Tecnologia Oswaldo Cruz, conforme descritas na Resolução Normativa nº 259 de 16 de janeiro de 2015 do Conselho Federal de Química (CFQ). Leia mais em CRQ concede novas atribuições ao curso de Gestão Ambiental do Oswaldo Cruz

Publicado em: 13/11/2019 12:10:00 por: Egidio Oliveira