Foto: Arquivo pessoal
Professora Bárbara Viveiros participou da NACE CORROSION
Docente da FATEC Oswaldo Cruz apresenta trabalho em congresso nos EUA

A professora Bárbara Victoria Gonçalves de Viveiros, auxiliar de ensino da Faculdade de Tecnologia Oswaldo Cruz (FATEC), participou, em março deste ano, do congresso internacional NACE CORROSION 2019 (National Association of Corrosion Engineers) realizado em Nashville, nos Estados Unidos. O trabalho de mestrado consiste em analisar e avaliar duas ligas de alumínio dissimilares, por meio de ensaios de resistência à corrosão, a fim de identificar qual o melhor material a ser utilizado na indústria aeronáutica.

Como a indústria aeronáutica visa sempre à redução de gastos, um dos principais fatores para essa redução se dá pela redução de massa das aeronaves. Para que isso ocorra, são utilizadas ligas de alumínio como principal material estrutural das aeronaves, por suas boas propriedades mecânicas e baixas densidades, tornando–se então um material leve. Isso gera então uma diminuição do consumo de combustíveis, aumentando também a durabilidade das peças utilizadas e diminuição de reparos necessários. Como o alumínio puro possui pouca resistência mecânica é necessário então adição de outros elementos de liga em sua composição química, que podem apresentar diversas características. Com isso, as ligas de alumínio que são mais utilizadas no setor aeronáutico são as ligas de série 2XXX e 7XXX.

Este trabalho está relacionado aos estudos das ligas de alumínio AA2050–T84 e AA7050–T7451, onde suas composições químicas são Al–Cu–Li e Al–Zn–Mg respectivamente. Como o lítio possui uma baixa densidade, isso ajuda a reduzir ainda mais a massa total do material, portanto a liga AA2050–T84 torna–se, por esse motivo, mais atrativa para a indústria. Com base nisso, a liga AA2050–T84 está sendo utilizada para substituir a liga AA7050–T7451 nas aeronaves. Portanto, o trabalho de mestrado tem ênfase em estudar, por meio de técnicas eletroquímicas locais, a resistência à corrosão dos dois materiais, mostrando então qual o melhor material a ser utilizado como estrutura das aeronaves.




Publicado por: Egidio Oliveira  em: 09/04/2019