Área: Ciências da Saúde
Subárea: Enfermagem

MONOGRAFIAS (2015)

ÍNDICE POR AUTORES

MIRANDA, Andréia do Nascimento; BITTES JUNIOR, Arthur (Orient.). Feliz por ser enfermeiro: uma investigação sob a óptica da psicologia positiva. São Paulo: DG-FOC, 2015. 42 p., il. color, 574 MB. (Acesso Eletrônico).

RESUMO: O objetivo da presente pesquisa foi investigar o estado de felicidade em relação ao trabalho e a vida pessoal tendo como sustentação teórica os princípios da Psicologia Positiva. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório, realizando com 396 Enfermeiros da região metropolitana de São Paulo, Brasil. Os dados foram coletados por meio de uma Escala de Bem estar Subjetivo tipo Likert, que consiste no auto relato sobre a satisfação com sua vida e seu trabalho apontando a frequência de emoções recentes de prazer e desprazer. Os resultados foram a tratados por método estatístico simples e apresentado em gráficos seguidos de discussão sob a referência teórica da Psicologia Positiva. Identificou-se profissionais felizes, em grande maioria sem intenção de mudar de profissão, pois a escolheu conscientemente, reconhecem-se uteis e importantes em sua profissão. Houve predominância de sujeitos do gênero feminino. Os resultados obtidos nessa pesquisa mostram que apesar dos reveses, que realmente existem, os profissionais percebem a escolha e o exercício de sua profissão de modo positivo e significativo pra si e para a sociedade. Os resultados mostram os Enfermeiros em sua maioria de 86,11% estão entre moderadamente e extremamente satisfeitos com a escolha e atuação profissional.

PALAVRA-CHAVE: Enfermagem. Felicidade. Psicologia positiva.

ABSTRACT: The objective of the research was to investigate the state of happiness in relation to work and personal life having as theoretical support the principles of Positive Psychology. It is a descriptive exploratory study, conducted with 396 nurses in the Metropolitan Region of São Paulo, Brazil. Data were collected through a range Well Being Subjective Likert, consisting of self-report on satisfaction with your life and your job pointing out the frequency of recent emotions of pleasure and displeasure. The results were treated by simple statistical method and presented in graphs followed discussion on the theoretical framework of Positive Psychology. Identified himself happy professionals, the vast majority in with no intention of changing careers because consciously chose recognize yourself useful and important in their profession. There was a predominance of female subjects. The results obtained in this research showed that despite the setbacks, that actually exist, professionals realize the choice and the exercise of his profession in a positive and meaningful way for themselves and for society. The results show that the nursing population mostly 86.11% are between moderately and extremely pleased with the professional choice.

PEREIRA, Erika Cardozo; FERRAZ, Andréa de Barros Coscelli (Orient.). O ser enfermeiro na estratégia saúde da família: articulando fatores na construção de sua identidade profissional. São Paulo: DG-FOC, 2015. 40 p.

RESUMO: Trata-se de uma pesquisa quantitativa que tomou como objeto de estudo a construção da identidade profissional do Enfermeiro na Estratégia Saúde da Família, tendo por objetivos específicos verificar a relação de valores individuais e valores organizacionais na profissão, e como isso se reflete nas ações assistenciais e, identificar as competências referidas pelos Enfermeiros da Estratégia Saúde da Família, como necessárias à prática profissional. A pesquisa tem a característica de uma Survey exploratória-descritiva, e por meio de um questionário como instrumento de pesquisa, alcançamos os objetivos. Participaram do estudo 17 Enfermeiros atuantes em 14 Unidades de Saúde da Família do município de Guarulhos. Os resultados revelaram que os valores elegidos pelos Enfermeiros condizem com as práticas de saúde na ESF, contudo valores que foram menos selecionados asseguram a resolutibilidade das necessidades de saúde da população e proporcionariam um perfil mais criativo, crítico e reflexivo, aumentando a participação política do profissional no cenário da saúde e, consequentemente, a garantia de melhores condições de trabalho, maior representatividade e valorização social. A pouca contemplação da área de domínio Educacional na formação acadêmica revela a necessidade de maior fiscalização do cumprimento às DCN's e maior participação política do enfermeiro na defesa por um ensino de qualidade e que garanta o perfil de competências necessário à prática profissional.

PALAVRA-CHAVE: Identidade profissional. Enfermagem. Estratégia Saúde da Família. Competências profissionais.

SANTOS, Ionara Martins de Gouveia; EL HAKIN, Soraya (Orient.). Cristianismo e sexualidade: história oral de mulheres frente a essa relação. São Paulo: DG-FOC, 2015. 42 p.

RESUMO: As mulheres sofrem repressões principalmente no que diz respeito a sua sexualidade. Isso porque vivemos em um país onde a religião tem uma forte influência pela repressão sexual e exclusão da mulher. O objetivo do presente estudo visa compreender como a religiosidade cristã atua na sexualidade da mulher ao longo do seu desenvolvimento psicossocial. Para isso, utilizou-se a História Oral, uma modalidade metodológica que tem como característica a realização de entrevistas com pessoas que vivenciaram ou que vivenciam situações que estejam relacionadas com o objetivo do estudo. Este método nos permite, através da analise das entrevistas, escolher o tom vital, que pode ser definido como um recurso para requalificar a entrevista segundo a sua essência. Escolheu-se a Igreja Católica Apostólica Romana e a Igreja Evangélica Congregação Cristão no Brasil para a realização do estudo, sendo que apenas uma mulher de cada denominação foi selecionada para a entrevista. Os resultados mostram que ambas as religiões têm princípios fortes frente à sexualidade, pois preconizam a virgindade e condenam algumas práticas, como o adultério, a fornicação, o sexo anal, e no caso da Igreja Católica, também se condena o uso de fantasias sexuais e de métodos contraceptivos. Concluiu-se, portanto, que a religião interfere na sexualidade da mulher, pois mesmo dizendo serem livres e realizadas, elas estão confinadas em um contexto de permissão e proibição.

PALAVRA-CHAVE: Sexualidade. Mulher. Religião.

SOUZA, Maria Aparecida de; BITTES JUNIOR, Arthur (Orient.). Enfermeiro acupunturista: perfil e atuação profissional. São Paulo: DG-FOC, 2015. 40 p.

RESUMO: O Ministério da Saúde instituiu por meio da portaria 971/2006 o Plano Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, que contempla a prática da Acupuntura nas redes públicas de saúde. Levando-se em consideração esta nova abordagem na assistência, o profissional enfermeiro ampliou seu campo de atuação. O Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), reconhece a especialização em acupuntura ao profissional enfermeiro. Diante deste cenário e vislumbrando-se mudanças e novos paradigmas, este estudo descritivo e exploratório de abordagem quantitativa, tem como objetivo conhecer o perfil de formação profissional e atuação do Enfermeiro com especialidade em Acupuntura. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética sob o parecer n° 1048393, foi realizada uma investigação por meio de um questionário estruturado. A população foi composta de enfermeiros inscritos no COREN-SP, cadastrados como especialistas. Foi calculada uma amostra que correspondeu a 10 enfermeiros. Os dados foram tratados por método estatístico simples. Foi possível perceber através dos resultados que os enfermeiros pesquisados são especialistas em acupuntura, aprimoraram seus conhecimentos para uma nova forma de cuidar, porém, não incorporaram este conhecimento à Assistência de Enfermagem no âmbito da prática profissional institucionalizada, a maioria migrou para um serviço autônomo.

PALAVRA-CHAVE: Enfermagem. Acupuntura. Saúde integral.

ABSTRACT: The Ministry of Health established by Ordinance 971/2006 the National Plan for Integrative and Complementary Practices, contemplating the practice of acupuncture in public health networks. Taking into account this new approach in care, the nurse has expanded its field. The Federal Nursing Council (COFEN) recognizes the specialization in acupuncture at the professional nurse. Against this background and catching a glimpse of changes and new paradigms, this descriptive study with a quantitative approach, aims to meet the vocational profile and role of the nurse specializing in acupuncture. The study was approved by the Ethics Committee in the opinion n°1048393, an investigation was carried out using a structured questionnaire. The population consisted of registered nurses in COREN-SP, registered as specialists. A sample was calculated that corresponded to 10 nurses. The data were analyzed by simple statistical method. It was revealed by the results that the nurses surveyed, specialized, improved their knowledge to a new way to take care, however, did not incorporate this knowledge to nursing care within the institutionalized professional practice, most migrated to an autonomous work.

BARROS, Carla Muller Batisteli; BITTES JUNIOR, Arthur (Orient.). Vitimização infantil: as desventuras do enfermeiro no processo de notificação. São Paulo: DG-FOC, 2015. 49 p.

RESUMO: A violência contra crianças e adolescentes é um problema histórico de saúde pública que além de violar seus direitos básicos necessários ao seu desenvolvimento, irá repercutir ao longo da vida, levando a consequências negativas na sua qualidade de vida. Notificar aos órgãos responsáveis os casos de violência contra crianças e adolescentes tem por finalidade proteger a criança e sua família. Ao mesmo tempo, esse registro servirá para que os serviços de saúde entendam melhor a sua clientela e adequem os serviços de atenção a essas vítimas no sistema de saúde. O objetivo geral do trabalho é conhecer quais os sentimentos gerados no Enfermeiro no processo de notificação da violência em crianças e adolescentes e o objetivo específico é conhecer a trajetória da notificação da violência. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que utilizou o método de Minayo em Ciências Sociais. Foram realizadas cinco entrevistas com enfermeiras que atuam nas portas de entrada do Sistema Único de Saúde do município de São Bernardo do Campo-SP. Para elucidar as discussões finais foi utilizada a estratégia do mapa conceitual com a demarcação da trajetória da notificação e os sentimentos gerados neste processo. Percebe-se nas considerações finais que a trajetória do processo de notificação leva o profissional de Enfermagem a se confrontar e lidar com seus próprios sentimentos e emoções, que trazem à tona conflitos éticos e morais.

PALAVRA-CHAVE: Violência infanto-juvenil. Enfermagem - Aspecto social. Enfermeiro - Notificação de violência.

BORGES, Rosangela Caetano Almeida; EL HAKIM, Soraya (Orient.). O cuidador familiar e sua sexualidade. São Paulo: DG-FOC, 2015. 39 p.

RESUMO: O objetivo deste presente trabalho visa saber do Cuidador Familiar, qual a compreensão e atribuição quanto a sua sexualidade e do ser cuidado. Sendo uma questão confundida muitas vezes com o ato sexual o que não é verídico, sabendo-se que é um fator psicossocial. O Cuidador Familiar que se dedica ao outro muitas vezes acaba por renegar seu autocuidado. Para esta indagação, utilizou-se da pesquisa de Revisão integrativa para a área da saúde e da Enfermagem, a fim de produzir pesquisas com este tema e aprimorar qualificar a Enfermagem como parte cuidadora. Conclui se que é necessária a produção de pesquisas que venham enriquecer o conhecimento dos cuidadores da saúde e na Enfermagem, a fim de que permita ampliar o cuidado uma vez que as pesquisas produzidas com o Cuidador Familiar estão no âmbito do estresse do cuidador, desgaste físico e emocional, atividades para o cuidador.

PALAVRA-CHAVE: Cuidador familiar. Sexualidade. Enfermagem.

Voltar

Grupo Oswaldo Cruz
Rua Brigadeiro Galvão, 540 - Barra Funda - São Paulo - SP - Brasil
Tel.: (11) 3824-3660 - Fax.: (11) 3824-3660 - CEP 01151-000
Unidade Angélica: Av. Angelica, 352 - Santa Cecília - São Paulo - SP - Brasil - Tel.: (11) 3825-8344